Internacional

SOS Colômbia: Deter o Massacre, não a militarização das cidades

Após quatro dias de massivos protestos na Greve Nacional, o governo de Duque ordenou a militarização das cidades para conter as mobilizações que continuam apesar de terem sido brutalmente atacadas pela Polícia Nacional. Já são por volta de 35 pessoas assassinadas, 400 detidos, mais de dez jovens lesionados e 2 mulheres estupradas pela Polícia Nacional, que usam armas de fogo à queima-roupa para dispersar os manifestantes e entram nas casas e conjuntos residenciais disparando gases e armas paralisantes.

Nacional

Quebrar patentes e produzir vacinas para salvar todos, não só os ricos e brancos

“O primeiro-ministro António Costa é o atual presidente da União Europeia, assim como outro português, António Guterres, é o secretário-geral das Nações Unidas. São cargos importantes, que poderiam ser utilizados para pressionar a União Europeia (UE) a quebrar as patentes das vacinas contra a Covid-19 e divulgar os contratos feitos com as farmacêuticas que as produzem. Não é isso que acontece.”