Nacional

Por que cresce a extrema direita em Portugal?

As Eleições Presidenciais, que ocorreram no dia 24 de janeiro, mostraram um crescimento eleitoral importante de André Ventura, que atingiu um resultado de quase 12%. Muitos ativistas estão preocupados e anseiam por tirar conclusões deste processo. E com razão, pois avaliar com precisão este fenómeno e as suas particularidades em Portugal é um passo importante para os desafios que teremos no próximo período.

Nacional

Que conclusões tirar das eleições presidenciais? As perspetivas e os desafios para o futuro

Tem sido grande o debate em torno da análise das presidenciais. É evidente que o Governo — e, principalmente, a aliança entre Primeiro-Ministro e Presidente — sai fortalecido com a forte votação em Marcelo. No entanto, o grande crescimento eleitoral da extrema-direita, com cerca de 12%, e os resultados eleitorais de BE e PCP abrem espaço a diversas hipóteses de avaliação destas eleições.

Nacional

A extrema-direita aproxima-se do poder?

Até há pouco um quase ilustre desconhecido, André Ventura, o líder do Chega, tornou-se a vedeta das eleições presidenciais deste ano. Adepto da máxima brasileira “falem bem ou mal, mas falem de mim”, Ventura defende propostas clássicas da direita – como o Estado mínimo, com a consequente privatização da saúde e da educação – e da extrema-direita – como a penalização das minorias, dos imigrantes e das mulheres.