Internacional LGBTI

#JUSTIÇAPARASAMUEL | A homofobia franquista do regime monárquico, com o Vox à frente, o assassinou

Na madrugada de sexta-feira, 2 de julho, Samuel, um jovem trabalhador de 24 anos, foi espancado até à morte por 12 homens ao grito de “maricas” em La Coruña. Este crime de ódio indignou grande parte da juventude de todo o Estado que logo após o dia do Orgulho LGTBI, não esperou para responder manifestando-se massivamente nas principais cidades do território. Nelas pudemos escutar gritos carregados de raiva como “Fora fascistas de nossos bairros!” e “Abascal é um criminoso!”

A NOSSA CLASSE Internacional Partido

Declaração: A luta de classes em tempos de pandemia

Em fins de maio, o Comitê Executivo Internacional da LIT se reuniu e debateu, entre outros temas, a discussão de um documento político. A discussão centrou-se na luta de classes na América do Sul e na conjuntura mundial, marcada pela ação genocida dos governos e a resposta do proletariado e das massas. O artigo que apresentamos a seguir resume as principais conclusões do documento aprovado na referida reunião.

Internacional

Podíamos?

“Hemos fracasado.” Com essa frase, Pablo Iglesias concluiu, em maio deste ano, a sua trajetória no Podemos, o partido que liderou e se tornou, ao lado do Syriza, o mais mediático fenómeno político europeu dos últimos anos.

Internacional

Sobre a “crise migratória” em Ceuta | Quem invadiu quem?

Os acontecimentos em Ceuta põem a nu as políticas migratórias da União Europeia e do Governo espanhol de turno, neste caso da coligação PSOE-UP. O reacionarismo de Casado conta com o apoio dos gestos fascistas de Abascal e suas hostes. Estamos perante uma “invasão de Ceuta”, “Detenham, identifiquem e expulsem os que violaram a nossa soberania”, dizem eles no Parlamento, exigindo ao Governo de Pedro Sánchez “firmeza e contundência para defender as fronteiras espanholas”.

Internacional

Chega de apartheid e limpeza étnica! Por uma Palestina livre, laica e democrática do rio ao mar!

A população palestina levanta-se mais uma vez contra as políticas de apartheid e limpeza étnica levadas a cabo pelo Estado racista de Israel na contínua Nakba (a catástrofe) com sua formação em 1948. Iniciado na cidade de Al-Quds (Jerusalém), o levante expandiu-se e abarca toda a população palestiniana, seja na Palestina de 48, na Faixa de Gaza, na Cisjordânia ou nos campos de refugiados ou na diáspora palestiniana, facto inédito desde a primeira e a segunda Intifadas.